load-page

Técnicas e normas de proteção de Ruminantes, Suínos e Equídeos no momento da occisão para Abegões e Magarefes

Home/Curso/Técnicas e normas de proteção de Ruminantes, Suínos e Equídeos no momento da occisão para Abegões e Magarefes

Técnicas e normas de proteção de Ruminantes, Suínos e Equídeos no momento da occisão para Abegões e Magarefes

Data limite de inscrição

20-03-2019

Data do curso:

A definir

Objetivo Geral

  • Capacitar os Responsáveis pelo Bem-estar dos animais nos centros/unidades de abate de Aves, com conhecimentos, competências e atitudes para a proteção dos animais no momento da occisão (descarga, manipulação, imobilização, atordoamento e avaliação da eficácia do atordoamento, sangria e abate), de acordo com o Regulamento (CE) N.º 1099/2009 do Conselho, de 24 de setembro de 2009.

Objetivos Específicos

  • Identificar o padrão comportamental das diferentes espécies;
  •  Identificar aspetos da fisiologia das diferentes espécies;
  •  Identificar os sinais de consciência e sensibilidade nas diferentes espécies;
  •  Interpretar os procedimentos operacionais normalizados definidos para um matadouro;
  •  Identificar as características estruturais e técnicas que as instalações e os equipamentos devem possuir, de acordo com as normas de proteção dos animais no momento da occisão;
  •  Interpretar as instruções de utilização e de manutenção dos equipamentos de imobilização e de atordoamento;
  •  Indicar como manipular e tratar os animais antes da imobilização;
  •  Identificar os sistemas de imobilização individual;
  •  Indicar como proceder ao atordoamento dos animais e como avaliar a sua eficácia;
  •  Indicar como proceder à suspensão ou içamento dos animais;
  •  Indicar como proceder para a sangria dos animais e para monitorizar o atordoamento e a ausência de sinais de vida;
  •  Identificar os métodos supletivos de atordoamento e/ou occisão;
  •  Indicar como utilizar e fazer a manutenção dos equipamentos de sangria;
  •  Identificar os requisitos exigidos em abates segundo ritos religiosos;
  •  Enumerar os principais riscos para a segurança dos trabalhadores na occisão dos animais e nas operações complementares.

Metodologia

  • Exposição dialogada e trabalhos de grupo. Apelo à experiência dos formandos. Estudo de casos apresentados através de filmes, vídeos e slides. Exemplificação de boas e más práticas com recurso a meios audiovisuais.

Informações Gerais:

A Definir
  • Duração 14 hour
  • Máximo Formandos 19

SIGN IN

Forgot Password